Ao longo do último século, as mulheres brasileiras lutaram muito para conquistar mais espaço na sociedade. Na busca por direitos iguais, alguns progressos em todas as esferas foram marcantes neste processo. Confira, abaixo, cinco marcos importantes na nossa história.

Olimpíadas
1932 – A nadadora Maria Lenk, de 17 anos, foi a primeira atleta brasileira a participar de uma Olimpíada. Era a única mulher da delegação brasileira daquele ano que embarcou para os jogos em Los Angeles.

Voto Feminino
1932 – Marca o início do voto feminino, porém com restrições. As mulheres deveriam ter um trabalho remunerado para ter direito ao voto. Apenas em 1965 entrou em vigor a igualdade plena de direitos e deveres eleitorais entre homens e mulheres.

Pílula Anticoncepcional
1962 – A primeira pílula anticoncepcional chega ao Brasil e provoca mudanças culturais e comportamentais. Nas décadas seguintes, o medicamento ganha popularidade e revoluciona a sexualidade feminina.

Cotas políticas
1997- Lei sancionada garante a reserva de, no mínimo, 30% de mulheres candidatas durante as eleições. Ainda assim, o Brasil é o 152º país em representação feminina no parlamento segundo o ranking elaborado pela União Parlamentar Internacional (UPI).

Lei Maria da Penha
2006 – A justifica sanciona a lei que julga crimes de violência doméstica e familiar contra a mulher. A medida também cria medidas de prevenção e proteção às vítimas. Para saber mais sobre a lei, clique aqui.