Pensar em um lanche saudável e nutritivo e, ao mesmo tempo, saboroso para as crianças, pode ser mais fácil do que se imagina, inclusive na correria do dia a dia. Para saber como montar corretamente os lanches dos pequenos, algumas questões devem ser levadas em consideração: tanto para as crianças de 2 a 6 anos (fase pré-escolares) quanto de 7 a 10 anos (escolares), é muito importante priorizar a qualidade da alimentação, pois é preciso garantir um crescimento e desenvolvimento adequados, bem como formar hábitos alimentares mais saudáveis.

A alimentação deve ser variada e equilibrada, incluindo todos os grupos alimentares, priorizando os carboidratos complexos e integrais, os quais são fornecedores de energia, como pães integrais e biscoitos, e também frutas, legumes e verduras, para contribuir com o consumo de vitaminas, minerais e fibras. A ingestão adequada de cálcio, mineral encontrado nos lácteos como leite, queijos e iogurtes, bem como nos vegetais verdes-escuros e na sardinha, tem como objetivo proporcionar uma adequada formação dos ossos. Além disso, estimular a prática de exercício físico e a hidratação, também são fundamentais nessa idade.

Então como seria uma lancheira saudável? Abaixo listamos algumas orientações para a composição de um lanche completo, este deve ser formado por alimentos dos seguintes grupos:

– Carboidratos: pães (integrais, bisnaguinha, sírio), biscoito de arroz, tapioca e biscoitos integrais sem recheio e bolos caseiros;

– Proteínas lácteas: iogurte, queijos (variar a apresentação em cubo, palito, bolinha) e leite. Importante lembrar que esses alimentos precisam se manter em temperatura adequada (baixa).

– Frutas/legumes: que sejam práticas de consumir com casca ou que seja viável levar cortadinha de casa (pera, jabuticaba, maçã, morango, mexerica, banana, melão, manga, pepino, tomate cereja e cenoura baby). Dê preferência pelas frutas e legumes da época, além do custo ser melhor, elas são mais nutritivas e saborosas;

– Líquidos: água, água de coco, chás e sucos naturais de frutas sem açúcar, preferencialmente;

Alguns produtos devem ser evitados e, portanto, não devem compor a lancheira das crianças, dentre eles estão os refrigerantes, sucos artificiais, alimentos ricos em sódio (fast-foods, salgadinho e alguns congelados), balas e outras guloseimas.

É importante também que as crianças participem da preparação, da organização e do planejamento do lanche, incentivando a autonomia nesta tarefa. Lembrando que cuidados de higiene são também essenciais. Neste contexto, para que o aroma do sanduíche não interfira no gosto da fruta, é importante guardar tudo separado, por exemplo, mande as frutas já lavadas, cortadas e secas e envolva o sanduíche em papel filme ou alumínio. Além disso, sempre utilize lancheiras de material térmico para melhor conservação dos alimentos. E vale destacar que grande parte desses alimentos podem ser preparados na noite anterior.

Fazer um lanche completo, saudável, nutritivo e saboroso, tendo como base os alimentos naturais, é essencial nessa fase da vida. Aproveite e torne esse momento de produção da lancheira divertido e criativo, é só chamar os pequenos para ajudar!