Você já ouviu falar de chia? Ela está presente nos pães, em cardápios vegetarianos e até mesmo em cafés da manhã saudáveis, mas o que ela é realmente?  E, de acordo com estudos recentes, essa semente é muito benéfica ao organismo por conta da grande concentração de nutrientes, que auxiliam na prevenção de doenças crônicas e cardiovasculares, além da diabetes tipo 2. Ela, inclusive, ajuda a emagrecer, favorece o controle da pressão arterial e também melhora o humor de quem a consome com regularidade.

Por que eu devo consumir as sementes?

Elas são uma grande fonte de antioxidantes (substâncias que diminuem os radicais livres e inibem a ação de agentes causadores de doenças). Para você ter uma ideia, 100 g de chia (aproximadamente dez colheres de sopa) equivalem a 2,5 kg de tomate em concentração de antioxidantes.

A semente também possui grande concentração de magnésio, cálcio, vitaminas do complexo B, zinco, cobre e proteínas. Além disso, 100 g dela correspondem a 1 kg de espinafre em termos de ferro e a duas bananas grandes em relação ao potássio.

Outro nutriente presente é o ômega 3, que age na diminuição de triglicérides, previne doenças do coração, influencia na rapidez de raciocínio, na concentração e nas habilidades motoras e melhora o humor.

Combate o colesterol ruim

Quase 80% de suas gorduras são formadas por ácidos graxos ômega 3 e ômega 6. Isso quer dizer que ela aumenta o colesterol bom e baixa os triglicérides na corrente sanguínea.

Previne diabetes tipo 2

Suas fibras fazem com que a glicose e a insulina sejam liberadas no corpo mais lentamente, ajudando a prevenir e controlar a doença.

Ajuda no emagrecimento

Novamente, as fibras! Por ser uma fonte rica delas, a chia aumenta a sensação de saciedade.

Efeito detox

Os antioxidantes dessa semente impedem a formação de radicais livres, que aceleram o envelhecimento. Além disso, também são responsáveis pela desintoxicação do fígado.

Aumenta a imunidade

A chia contém minerais como o selênio e o zinco, além dos nutrientes fósforo, manganês, cálcio, potássio e sódio, que mantêm a integridade das células.

Xô, celulite!

O ácido graxo ômega 3 da chia combate inflamações, como a celulite, que é um processo inflamatório.

É verdade que chia emagrece?

Sim! Por conta da alta quantidade de fibras (cerca de 40% da composição total), ela retarda a sensação de estômago vazio. Com isso, você fica saciada por mais tempo, tem menos apetite e tende a consumir menos alimentos durante as refeições. Além disso, seu consumo alivia sintomas de prisão de ventre, aumenta a imunidade e favorece a flora bacteriana, fazendo com que o organismo absorva menos glicose (o que também contribui para a perda de peso).

Se interessou e agora deseja incluir a chia na sua alimentação? Saiba que você pode consumí-la com frutas, sucos, vitaminas e pães. Consulte um nutricionista para determinar a quantidade certa para a sua dieta!

Gostou de saber desses benefícios? Então a gente tem mais uma Wickdica: o pão Chia e Macadâmia, da linha Grão Sabor Wickbold. Além de saudável, ele é super gostoso!