Você sabia que os hábitos alimentares podem influenciar diretamente no envelhecimento da pele e no aparecimento da celulite? Isso está relacionado aos níveis de açúcar no sangue e ao aumento de peso corporal.

Fisiologicamente, o envelhecimento da pele está relacionado à diminuição da produção de colágeno e elastina (diminuição da tonicidade – firmeza –, favorecendo a flacidez da pele), à exposição aos raios UV, poluição, fumo, estresse, obesidade e consumo de álcool.

O envelhecimento da pele e o consumo de açúcar se relacionam devido a glicação, que é um processo de ligação entre uma molécula de glicose (açúcar) com uma de proteína. Desse processo resultam os chamados AGEs (Advanced Glycation End Products), produtos que alteram a estrutura e função de proteínas como o colágeno, dando origem às rugas e perda de elasticidade (envelhecimento da pele).

Já a celulite consiste no acúmulo de líquido no tecido, sem origem inflamatória, e aumento do volume das células de gordura (ganho de peso), causando alterações da microcirculação do tecido. A ingestão de açúcar, alimentos refinados e ricos em gorduras e sal agravam o aparecimento da celulite porque prejudicam a microcirculação, proporcionando aos tecidos baixo acesso ao oxigênio e nutrientes.

A flacidez de pele pode agravar o aspecto da celulite e, por isso, é muito importante manter uma alimentação balanceada para evitar o processo de envelhecimento precoce e favorecer a microcirculação dos tecidos. A dica para isso é ingerir 2 litros de água por dia, adicionar chás no seu consumo diário, ingerir alimentos integrais, diminuir o consumo de alimentos ricos em sódio (sal) e açúcar, aumentar a ingestão de alimentos diuréticos como abacaxi e inhame.

Alguns tratamentos estéticos ajudam a tratar da celulite e da gordura localizada, melhorando o aspecto da pele. Saiba mais sobre eles.

Fonte: Adriana Rosinholi, fisioterapeuta. CREFITO-3 148622-F.