Cada alimento tem uma função. Mas alguns trazem mais benefícios para o organismo do que outros. Daí vem a expressão “alimento funcional”, para denominar aquele que, além de nutrir, carrega em sua composição um efeito positivo em potencial. “São alimentos que têm um papel específico na prevenção ou no combate de alguma doença”, define a nutricionista clínica Marina Campos. Um dos exemplos mais antigos é o da aveia, ingrediente que contém naturalmente a fibra solúvel, que ajuda a reduzir o colesterol.

Hoje, há ainda os alimentos funcionais industrializados ou modificados, que agregam benefícios extras. É o caso dos iogurtes com probióticos, do ovo enriquecido com ômega 3, ou da farinha de trigo fortificada. Esses produtos podem fazer parte do cardápio de uma dieta funcional ao lado daqueles que são naturalmente potentes. “Alho e cebola, maçã, brócolis e grãos, como linhaça, soja, quinoa e chia, são alimentos funcionais naturais, que devem fazer parte do nosso dia a dia”, diz a nutricionista. Para que façam efeito, é preciso consumi-los com frequência, aliados a uma dieta balanceada. Abaixo, confira os principais compostos presentes em alguns alimentos funcionais e sua ação para a saúde.

Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina/Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde

Nossa Wickdica funcional é o pão da linha Estar Bem Aveia e Linhaça, que é excelente para equilibrar o funcionamento do organismo pois contém Maxi Fibra, uma substância extraída da chicória que por não ser digerida, chega intacta ao intestino, equilibrando a flora e melhorando o seu funcionamento.