Os alimentos orgânicos não são simplesmente aqueles cultivados sem a presença de agrotóxicos e/ou adubos químicos. A cultura orgânica contempla também o uso sustentável do solo, da água, do ar, dos animais e demais recursos naturais. Há um cuidado no cultivo, manipulação e venda para o consumidor final e intermediários, sempre levando em conta questões como a produção regional, o comércio justo e a sustentabilidade de toda a cadeia produtiva.

Com o objetivo de facilitar o encontro de feiras orgânicas próximas de casa e, consequentemente, aumentar o número de pessoas que se alimentam de forma saudável, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor criou o Mapa de Feiras Orgânicas.

Disponível para desktop e também em aplicativo para celular, a plataforma online apresenta, de maneira geolocalizada, as feiras orgânicas, as comunidades suportadas pela agricultura, os produtores, agricultores, associações e cooperativas de produtores orgânicos. A ideia é encurtar o caminho do consumidor até o agricultor para que a oferta desses produtos seja cada vez maior e de mais fácil acesso.

Na plataforma, há também informações para quem quer montar uma feira ou organizar um grupo de consumo responsável.

Quer saber mais e ajudar a fomentar a alimentação saudável por todo o país? Acesse http://feirasorganicas.idec.org.br