Independente da hora em que você acorda e das próximas atividades que vai fazer depois de levantar, o café da manhã é uma refeição importante. Por isso resolvemos listar, com a ajuda da nutricionista Vivan Ragasso, uma sugestão para o cardápio ideal para a primeira refeição do dia em três perfis diferentes.


Quem não pratica exercícios – e mesmo assim ainda quer um café da manhã saudável:
Comece o dia com um copo de água e com uma porção de frutas, para que o corpo receba vitaminas, minerais e fibras. Depois, coma duas fatias de pão integral para garantir o carboidrato, leite, iogurte ou mesmo duas fatias de queijo branco como proteína. É interessante consumir duas castanhas do pará para aumentar os índices de colesterol bom. O café propriamente dito deve ser preto, com pouco açúcar.

Quem vai para a academia: Os esportistas devem seguir o mesmo roteiro acima, apenas excluindo as castanhas e com atenção ao escolher frutas de baixo índice glicêmico (maçã, pera, ameixa, uva, pêssego) para evitar a queda da taxa de açúcar no sangue na hora de malhar. Além disso, o pão deve ser branco, porque as fibras possuem digestão lenta e podem causar desconforto no estômago.

Quem está acima do peso: Aqueles que desejam emagrecer devem optar sempre pelos produtos light. As fibras são importantes porque aumentam a sensação de saciedade – ou seja, você não vai chegar faminto na próxima refeição. As frutas escolhidas são as de baixa caloria, com líquidos e fibras, como abacaxi e melão. Lembre-se sempre de maneirar nas porções: no lugar de duas fatias de pão, você deve comer uma só.

Independente do estilo, o importante é balancear, evitar exageros e estar feliz com suas escolhas. Como é o seu café da manhã?

Por Marina Oliveira