Você acredita que é importante o consumo de uma alimentação colorida? Sim! As cores dos alimentos são o resultado da sua composição, ou seja, cada grupo de alimentos coloridos tem o predomínio de determinados nutrientes.  Assim, através de uma alimentação colorida é possível consumir os mais variados nutrientes importantes para o funcionamento do corpo em todas as fases da vida, da infância a velhice.

 

  • Alimentos alaranjados, como abóbora, cenoura, manga e acerola, apresentam vitamina A que é fundamental para a visão e que participa da defesa do corpo;
  • Alimentos verdes escuros, como brócolis, espinafre, rúcula e folhas de mostarda são as principais fontes de vitamina K, a qual é fator essencial para a coagulação do sangue, e também apresentam vitamina C, importante para o sistema de defesa do corpo;
  • Alimentos vermelhos, como o tomate, goiaba e melancia contribuem com o consumo de um antioxidante importante chamado licopeno, que protege o corpo de possíveis danos nas estruturas e funcionamento das células;
  • Alimentos roxos, como a berinjela, o mirtilo, amora e a framboesa, também são ricos em um composto antioxidante chamado de antocianina, que também tem ação anti-inflamatória;
  • Alimentos marrons, como os cereais integrais, sementes e castanhas, apresentam quantidade relevante de fibras e magnésio, importantes para o funcionamento do intestino e dos músculos, respectivamente. Ainda, estes alimentos possuem diferentes vitaminas do complexo B, fundamentais para o processo de geração de energia;
  • Alimentos brancos, como nabo, inhame, batata e cogumelos, apresentam flavonoides, que atuam na proteção das células, e também vitaminas do complexo B, que participam de diversas reações no corpo;
  • Os alimentos de origem animal (carnes, aves, peixes, ovos e lácteos) não tem uma cor semelhante, mas tem em comum o fato de serem as principais fontes de proteína de boa qualidade.

    Uma refeição completa pode conter todos os grupos de cores, por exemplo, um sanduíche de pão multigrãos com ricota temperada, cenoura e nabo ralados, tomate, rúcula e um suco de frutas vermelhas, como framboesa e amora. Experimente por mais cor no seu dia a dia! 

 

Referências bibliográficas

  1. Tabela de cores. Disponível em: http://www.5aodia.com.br/tabela-de-cores/
  2. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.  Guia alimentar para a população brasileira / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção. 2014
  3. Food Insight. Eat a Rainbow: Functional Foods and Their Colorful Components. 2015
  4. USDA: U.S. Department of Agriculture, Agricultural Research Service. USDA National Nutrient Database for Standard Reference, Release 26. 2013.