Tem como não amar a uva-passa? Além de deliciosa, ela faz bem para a saúde e ainda combina com diferentes receitas. Essa forma de consumir a fruta teve origem em épocas pré-históricas. Acredita-se que a invenção aconteceu com a queda dos frutos da videira, que depois secaram ao sol. Mais tarde, a uva passou a ser desidratada propositalmente, para ser armazenada e transportada em longas viagens.

Hoje, cerca de 95% das uvas-passas são produzidas a partir da uva tipo Thompson (sem semente). Esse preparo acontece nas mais variadas regiões do mundo, e a fruta desidratada é consumida por povos de diferentes culturas.

Vantagens da uva-passa para a saúde

Por conta da desidratação, os compostos da fruta que trazem benefícios para a saúde ficam mais concentrados na uva-passa. Entre essas substâncias estão os fenólicos, que apresentam ações específicas no corpo. O principal efeito é atuar como antioxidante, ou seja, proteger o corpo dos radicais livres. Eles também contribuem na prevenção de doenças vasculares e do infarto, além de diminuírem a sensação de fome e contribuírem para o controle de peso.

Uma porção de 26 g (duas colheres de sopa) de uvas-passas contém 78 calorias. Nela também encontramos:

Fibras: ajudam no funcionamento do intestino e promovem saciedade;

Potássio: importante para o equilíbrio da pressão arterial;

Vitaminas do complexo B: participam da geração de energia para as células;

Vitamina E: ação antioxidante;

Vitamina K: participa no processo de coagulação sanguínea.

Como consumir

As uvas-passas são muito versáteis. A fruta desidratada pode ser consumida nos lanches e entre as refeições, como petisco. Também podem fazer parte de receitas, como em pães, bolos, tortas e biscoitos, em versões doces e salgadas. Outra possibilidade é estar presente em saladas e risotos, proporcionando um sabor especial.

Com tantas opções de pratos e benefícios para a saúde, vai ser difícil deixar a uva-passa de lado!