Sabe-se que o câncer não tem uma causa única, há diversas causas externas (presentes no meio ambiente) e internas (como hormônios, condições imunológicas e mutações genéticas). Com o desequilíbrio de um ou mais fatores, podem acontecer modificações no corpo e surgir o câncer. Entretanto, cabe ressaltar que 80% a 90% dos casos de câncer são desencadeados pelas causas externas, ou seja, pelas mudanças provocadas pelo próprio homem, através dos hábitos e o estilo de vida.

Uma maneira de contribuir com a prevenção do câncer é ter uma alimentação saudável, ser fisicamente ativo e manter o peso corporal dentro da faixa de adequação! Com relação à alimentação vale destacar alguns pontos:

– Ter como base alimentos de origem vegetal, como os grãos e os cereais integrais, as sementes, as castanhas, as frutas, os legumes, as verduras, e os feijões e outras leguminosas, como o grão-de-bico e lentilha;

– Consumir moderadamente alimentos com altas quantidades de açúcares e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas;

– E seguindo as recomendações do Guia Alimentar Brasileiro dar preferência para os alimentos de origem animal na forma in natura, como as carnes, o frango, os ovos e o leite ao invés de consumir frequentemente as carnes processadas como a salsicha, a linguiça e a mortadela.

No contexto da alimentação é importante valorizar o momento das refeições e a culinária como forma de estimular todos a comerem mais alimentos in natura e minimamente processados e evitar o consumo de alimentos ultraprocessados, que normalmente possuem grande quantidade de açúcar, gordura e sal e que podem levar ao excesso de peso e, consequentemente, ao aumento de diversos tipos de doenças, incluindo o câncer.

O Brasil tem uma variedade imensa de alimentos de origem vegetal. Experimente visitar feiras de ruas e os mercados próximos a sua casa. Procure cozinhar com criatividade, combinando diferentes tipos de alimentos, assim as refeições do dia a dia ficam mais interessantes e gostosas, além de você estar cuidando de sua saúde.