É comum as crianças voltarem famintas das aulas de karatê, natação, futebol, balé ou outra atividade esportiva. Mas você sabe como saciar esta fome da maneira correta? Convidamos a nutricionista Julia Engel, da rede de academias Bodytech, para esclarecer este mistério. “A refeição pós-treino é sempre importante, não importa a idade. Esta alimentação é responsável por repor o glicogênio (ou reserva de carboidratos) e recuperar a musculatura”, conta.

Os nutrientes eleitos para essa tarefa são as proteínas combinadas com carboidratos. “No caso dos carboidratos, algumas fontes são: Arroz integral, aipim, tapioca, pão integral e batata doce. Já entre as proteínas, podemos citar como exemplos frango, peixes, carnes, queijos magros e ovos”, diz Julia. Ela lembra que, independente do horário, é aconselhável que algum destes alimentos esteja presentes no prato.

Assim como em qualquer tipo de dieta, devemos restringir alimentos com as chamadas “calorias vazias”. “São aqueles que apenas adicionam calorias, mas não alimentam de forma correta. Podemos citar como exemplos os refrigerantes e as balas”, explica a nutricionista. ”Também não é válido comer apenas massas sem a presença da proteína”.

Ela ainda explica que “é válido introduzir novos alimentos e formas de preparo. Mesmo que a criança recuse na primeira tentativa, ele deve ser oferecido outras vezes para que ela se acostume com o sabor diferente. Mesmo assim, é importante respeitar os hábitos e o paladar dos pequenos”, completa.

Ficou mais fácil alimentar seu filho com fome, sem comprometer os benefícios trazidos pelo esporte! Se você precisar de uma ajudinha na hora de pensar nas receitas, não deixe de visitar nossa área especial com preparações indicadas para os pequenos.

Por Lucas Tavares