A linhaça é um dos nossos ingredientes prediletos! Tanto que aqui no blog nós já discutimos os poderes dessa semente na luta contra a balança. Mas que tal saber um pouco mais sobre como incluí-la no cardápio?

Não é à toa que a linhaça é um dos alimentos mais comentados da atualidade. Além de possuir muitos benefícios nutricionais, ela pode ser adicionada de diferentes formas na alimentação. Entre as vantagens do consumo, o destaque fica para o alto teor de fibras, tanto solúveis quanto insolúveis. Elas podem contribuir com o controle dos níveis de açúcares e gorduras no sangue. Além disso, também trabalham a favor da absorção dos nutrientes, e também do funcionamento do intestino.

Essa semente ainda possui um bom teor de ômega-3 – um tipo de gordura boa que pode proteger a saúde do coração, e também contribuir para o sistema de defesa do corpo. A linhaça ainda apresenta boa quantidade de nutrientes, como as vitaminas do complexo B, magnésio, fósforo e zinco. Juntos, eles podem auxiliar o equilíbrio e o bom funcionamento do organismo.

Como consumir a linhaça

Chegou a hora de responder a pergunta: Como incluir a linhaça no cardápio? Ela pode ser encontrada como semente, farinha ou apenas óleo. O consumo da semente inteira é ideal para aproveitar todo o teor de fibras. Já na semente triturada ou moída é possível aproveitar apenas parte das fibras – além das vitaminas, minerais e o óleo presente em seu interior, que será liberado.

E onde incluir a linhaça em suas diferentes formas? Nossa dica é adicioná-la no preparo de pães, bolos, biscoitos ou tortas. Ela ainda fica uma delícia em iogurtes, frutas, bebidas, sopas e até mesmo saladas.

Agora é só seguir nossas dicas e dar asas à imaginação na hora de incluir essa poderosa semente no cardápio. Conte para a gente: qual é a sua maneira predileta de consumir a linhaça?