Casamento de dia é um assunto que sempre gera dúvidas. O que usar? Como usar? O que pode, o que não pode?  A consultora de estilo Fabiana Corrêa dá algumas dicas que vão ajudar você a curtir o máximo da festa com elegância e conforto.

1) Antes de mais nada, leia o convite com atenção. Normalmente, os noivos colocam um dress code, um código de vestimenta que indica o tipo de traje a ser usado no dia do casamento. Coquetéis, por exemplo, pedem formalidade total. Se é esporte fino, há apenas um toque de formalidade —  os homens não precisam usar gravata, por exemplo. A roupa também varia de acordo com o local e horário da cerimônia. Praia é sempre informal, seja de dia ou de noite. Fazenda ou campo já é um ambiente normalmente mais arrumado. Quanto ao horário, lembre-se de seguir o sol. “Quanto mais cedo, mais claros devem ser os tons das roupas. Conforme o dia passa, vale escurecer as cores. O importante é combinar com o astral do lugar”, diz Fabiana.

2) Em um casamento de dia, o conforto também é muito importante, pois o evento pode se prolongar, pode fazer muito calor ou muito frio, por exemplo. Por natureza, o casamento de dia é mais informal, especialmente se for na praia. Os longos podem ser de tecidos mais desestruturados, soltos e esvoaçantes. “O importante é que o tecido seja nobre”, como a seda, musseline ou shantung. Se o casamento acontecer no campo ou na fazenda, vale optar por tecidos mais estruturados, como o crepe, linho ou ainda os de fibras naturais misturados com tecidos sintéticos. Dependendo do horário da festa, vale levar um xale, echarpe ou até um casaquinho de linho para não passar frio no decorrer da tarde.

3) Brilho de dia — sim ou não? Pode usar, mas fica mais bonito se o tecido brilhante se misturar com tecidos neutros. A ideia é brilhar, mas não muito. “Uma saia brilhante de paetê fica linda com uma camisa de linho ou de tricô. O look fica moderno, bacana.”

4) Levo bolsinha de mão? “Sim! A bolsinha é um elemento de estilo e pode trazer o brilho que talvez a roupa não tenha. Deve ser pequena, com corrente ou de mão e pode ter strass e bordado”, diz Fabiana.

5) Qual sapato usar? “Nunca recomendo salto agulha se o casamento for no campo ou na praia. Já pensou se as pessoas decidem caminhar um pouco e o seu salto afundar na areia ou na terra?”, alerta a consultora. Para evitar esses desconfortos, vale levar uma sapatilha dobrável (fácil de encontrar em várias lojas) ou então já vá vestida de maneira mais confortável. Há diversas opções de vestido, por exemplo, que ficam lindos com rasteirinha com brilho ou pedraria. Mas, lembre-se, use a rasteira com vestido longo. Se for curto, não fica elegante. Se o casamento for no campo ou na fazenda, o ideal é usar um sapato ou sandália mais fechada, com salto médio (cerca de 5 cm).

6) E as estampas? “Quanto mais estampado e com mais cores tiver o tecido, menos formal ele é”, explica Fabiana. Para não errar, a peça estampada deve ter no máximo três cores que não sejam muito diferentes entre si, como o cinza, preto e azul. Evite misturar cores berrantes, como o amarelo, laranja e vermelho. Isso ajuda a deixar a peça mais elegante.

7) Ainda se usa meia-calça? Se o casamento for na praia, não use meia-calça. Se for na fazenda ou no campo por volta das 17h e o sapato for fechado, pode usar. “Como consultora, vejo cada vez menos pessoas optando por meia-calça. É uma questão de conforto — se a mulher gosta, pode usar, mas de dia fica mais bonito se for da cor da pele. Quanto mais invisível, melhor”, conta Fabiana.

8) A maquiagem deve combinar com a roupa? A resposta é sim. “A maquiagem segue o mesmo tom das roupas e o ideal é que a mulher não pareça que está muito maquiada. Para isso, deve-se usar cores suaves e tons que nao fujam muito da cor da sua pele. Quanto ao batom, pode-se usar um vermelho, vinho, cores mais escuras, mas, se for o caso, não carregue nos olhos durante o dia”, finaliza a consultora.