Combustível de muitos adultos, o café ainda é um assunto polêmico quando a ideia é o consumo por crianças, isso porque a cafeína, que traz diversos benefícios para a saúde dos mais velhos, pode ter contraindicações caso seja consumida em grandes doses pelos pequenos. Quer saber de que forma e em quais quantidades seu filho pode beber uma xícara sem medo?

O café apresenta substâncias importantes como potássio e fósforo, minerais importantes para o equilíbrio do corpo, e antioxidantes, que têm a capacidade de combater os radicais livres e prevenir doenças. Já a cafeína, presente no grão, divide os especialistas. Por um lado, ela tem impactos positivos na sensação de alerta, capacidade de aprendizado, humor e desempenho físico. Por outro, provoca a dilatação dos vasos sanguíneos, aumenta a circulação, acelera os batimentos cardíacos e a atividade cerebral e ainda pode prejudicar a absorção de cálcio e ferro.

O Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria recomendam que crianças evitem o consumo de café e alimentos com cafeína. A European Food Safety Authority (EFSA) recomenda que o consumo de cafeína para crianças e adultos não exceda 3 mg/kg por dia (uma xícara de café contém em torno de 100mg de cafeína).

Segundo a pediatra Ana Claudia Guersoni, apenas crianças por volta dos 10 anos estão prontas para tomar as primeiras doses de café puro. Se for um cafezinho com leite clarinho, pode ser a partir dos 6 anos. Mesmo assim, esse consumo não deve ser estimulado tão cedo, para não atrapalhar o crescimento, nem interferir no aprendizado.Tem pais que são contra o café, mas dão refrigerante para as crianças, então eles acabam ingerindo cafeína de qualquer jeito. É preciso ter moderação, acrescenta a pediatra.

Em pequenas doses, a bebida poderia ser uma boa fonte de estímulo para os pequenos que apresentam dificuldades de concentração por conta do sono, principalmente aqueles que estudam de manhã. Mas atenção: se seu filho já é agitado e hiperativo, esse consumo não é indicado, pois o café pode aumentar ainda mais toda essa disposição.

Como tudo na vida, sabendo dosar, o café não fará mal aos pequenos. Pelo contrário: ainda pode trazer alguns benefícios. Mas fique atento com os excessos. Em crianças e adultos, muito café pode causar insônia, irritabilidade e dores de cabeça e de estômago. Fique de olho!

Referências bibliográficas

  1. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Dez passos para uma alimentação saudável: guia alimentar para crianças menores de dois anos: um guia para o profissional da saúde na atenção básica / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. 2ª ed., 2. reimpr. Brasília: Ministério da Saúde, 2015.
  2. European Food Safety Authority (EFSA). Scientific Opinion on the safety of caffeine. EFSA Panel on Dietetic Products, Nutrition, and Allergies (NDA). Parma, Italy, 2015.
  3. Farah A. Coffee Constituents. Disponível em: http://www.ift.org/~/media/Knowledge%20Center/Publications/Books/Samples/IFTPressBook_Coffee_PreviewChapter.pdf
  4. Sociedade Brasileira de Pediatria Manual de orientação para a alimentação do lactente, do pré-escolar, do escolar, do adolescente e na escola/Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento de Nutrologia, 3ª ed. Rio de Janeiro, RJ: SBP, 2012.