Depois de um dos verões mais quentes da história, chegou a vez do outono amenizar as altas temperaturas pelo País! Nesse período do ano, são comuns as mudanças bruscas no clima e um ar mais seco. São justamente essas duas características que transformam essa estação em um dos momentos em que devemos estar mais atentos aos cuidados com a saúde.

O pneumologista Ricardo Fraga, do Hospital Pasteur, no Rio de Janeiro, conta que a oscilação de temperaturas e o clima seco aumentam as chances do surgimento de doenças alérgicas respiratórias. “O tempo frio gera uma maior aglomeração em ambientes fechados. Isso facilita a transmissão dos vírus e algumas bactérias pelo ar”.

Ele cita como mais comuns as infecções de vias aéreas, como gripes, resfriados, sinusite, faringite, amigdalite, laringite etc. Todas podem se complicar com pneumonias, asma, rinite ou doenças respiratórias crônicas. “Também aumenta-se o risco de outras doenças que podem ser transmitidas pela respiração, como a meningite e a tuberculose”, completa.

Como se prevenir?

“A primeira dica é sempre lavar as mãos. Os vírus são normalmente transmitidos por esse contato com as superfícies contaminadas. Também é importante beber líquidos, o que evita o ressecamento da mucosa e o aparecimento de alergias”, indica o pneumologista. Deixar os ambientes bem ventilados e evitar locais fechados com grandes aglomerações também é importante. E, por último, alimente-se bem para manter a imunidade em dia.

O especialista completa lembrando que, caso a febre e o catarro persistam por mais de três dias – ou surjam sinais de alerta, como falta de ar, fraqueza ou desorientação –, o ideal é procurar um médico para o diagnóstico correto. “A automedicação pode ser prejudicial nesses casos”, diz. Ele destaca que o mais importante é manter-se sempre bem hidratado. “É o que evita as complicações graves e acelera a recuperação”.

Então, anote as dicas: mantenha uma alimentação equilibrada, beba líquidos, lave sempre as mãos e evite locais fechados. Assim será possível curtir todas as maravilhas que o friozinho do outono pode oferecer!

Por Marina Oliveira