Hoje é o Dia da Amazônia, maior floresta tropical e reserva natural do nosso planeta. Esta data foi escolhida porque neste mesmo dia, em 1850, D. Pedro II criou a Província do Amazonas, então é uma forma que temos de lembrar da importância do nosso bioma amazônico.

A região sofre constantemente com o desmatamento ilegal, biopirataria (contrabando de animais e plantas), pesca e caça ilegais. Isso sem falar na contestação por terra.  Quem sofre com isso tudo é a população local e a natureza. Ainda bem que, por outro lado, existem pessoas trabalhando a favor de quem precisa por lá. Vamos conhecer algumas delas?

Criada em 1990 por um grupo manauara, a Fundação Vitória Amazônica (FVA) surgiu como a primeira ONG na Amazônia. É referência no Estado e uma das mais importantes do Brasil. A dinâmica de atividades da FVA tem como pilares a conservação, o desenvolvimento socioambiental e a promoção do conhecimento tradicional e técnico-científico na Amazônia. A entidade sem fins lucrativos concentra até hoje seus esforços na bacia do Rio Negro. Nos últimos anos tem focado os trabalhos em 13 municípios que compõem a Região Metropolitana de Manaus.

A FVA, que vive de doações, trabalha também em busca de alternativas econômicas ecologicamente sustentáveis para os moradores da região amazônica. Eles acreditam que ações de conservação da biodiversidade devem ser baseadas em processos de inclusão social. O objetivo é desenvolver modelos que aliem geração de renda, melhoria de qualidade de vida e conservação da natureza.

Um outro projeto interessante que também ajuda a melhorar vidas é o Salva Vidas Amazônia, que acontece através do trabalho de um grupo de voluntários que buscam minimizar o sofrimento das pessoas que moram nos lugares mais isolados e carentes da Amazônia, principalmente nas comunidades ribeirinhas.

O Salva Vidas é um projeto da ONG ASVAM – Ação Social Voluntária Amazônia. Veja abaixo as principais ações que acontecem junto às comunidades ribeirinhas e indígenas:

  1. embarcações que providenciam atendimento médico com profissionais de saúde;
  2. feira de saúde que contempla, entre outras coisas, um programa de combate ao tabagismo e a a importância sobre parar de fumar;
  3. mutirão de saúde em parceria com as prefeituras de municípios do interior do Amazonas em áreas especializadas como pediatria, ginecologia, cirurgia geral, entre outras;
  4. assistência odontológica, fisioterápica, nutricional e jurídica;
  5. cursos de culinária vegetariana para promover um estilo de vida saudável;
  6. educação primária para crianças do Rio Massauari, onde não há escolas.

Doações de pessoas físicas são o que sustenta o Salva Vidas Amazônia. Quer conhecer mais, se inspirar, contribuir, participar? Acesse http://www.salvavidasamazonia.org/sobre_nos/

Agora, conte para nós como você ajuda a preservar a natureza!