O Dia da Mentira é uma tradição que conquistou diversos países. Todo dia primeiro de abril as pessoas armam pegadinhas e contam mentirinhas que depois são esclarecidas. A brincadeira é enganar alguém, sempre com respeito e de forma inocente.

Sabe onde surgiu o nosso 1º de abril? Na França! Desde o início do século 16, o Ano Novo era comemorado no dia 25 de março. A celebração costumava durar uma semana, até o primeiro dia de abril, e incluíam bailes animados e trocas de presentes. Em 1562, o papa Gregório 13 instituiu um novo calendário, no qual um novo ano começava no dia um de janeiro.

Mas nem todos concordaram com a mudança, e muitos continuaram comemorando a virada no final de março. Algumas pessoas mais espirituosas começaram a fazer brincadeiras com aqueles que insistiam em não aceitar a nova data do Ano Novo, os apelidados de “bobos de abril”, enviando presentes estranhos e convites para festas falsas. Esse tipo de pegadinha gerou dúvidas sobre a veracidade da data da virada, confundindo as pessoas. Por isso, o dia 1º de abril ficou conhecido como o Dia da Mentira.

Anos depois, os ingleses adotaram a tradição que, com o tempo, migrou para outros continentes. No Brasil, o Dia da Mentira começou a virar moda em Pernambuco. A notícia de um falecimento foi divulgada em 1º de abril de 1848 e desmentida no dia seguinte.

E como hoje é 1º de abril, que tal brincar com os seus filhos para entrar no clima? Trouxemos uma sugestão:


Sanduíche escondido

Na hora de organizar a lancheira das crianças, deixe um bilhete no lugar do sanduichinho. O bilhete poderá dizer que o sanduíche está escondido em outra parte da mochila. Assim, os pequenos ficarão preocupados em não ter o lanche preferido deles por alguns segundos, mas logo saberão que foi só uma brincadeira.

Falando em tradições, você sabe como começou o Halloween? Confira aqui.