O corpo e a mente possuem um limite que deve ser respeitado. Colocá-los repetidamente à prova gera um desgaste muito grande na saúde a longo prazo. Este processo pode levar a exaustão mental e emocional. Quando isso ocorre, o organismo emite sinais de que atingiu o esgotamento psicológico, também conhecido como Síndrome de Burn Out. Conheça os sintomas e aprenda a reconhecer a hora de colocar o pé no freio.

Fadiga Física – Mesmo após uma boa noite de sono a sensação de cansaço permanece. A disposição para acordar e começar o dia é quase nula.

Insônia – A dificuldade para relaxar e dormir pode vir acompanhada do interrompimento do sono – sem motivo aparente – uma ou mais vezes durante a noite. O descanso perde a qualidade quando o indivíduo dorme pouco ou acorda várias vezes.

Perdas de memória – A confusão mental ocasiona falhas constantes na memória a curto prazo.  Também é possível observar um comprometimento do aprendizado de novas informações.

Palpitações – A ansiedade pode provocar reações desconfortáveis como, por exemplo, sentir o coração bater acelerado ou devagar demais de repente.

Oscilação do peso – Algumas pessoas podem apresentar um aumento excessivo de apetite ou a total falta dele.

Sensibilidade emocional – As emoções estão à flor da pele e é comum apresentar um comportamento marcado pela tristeza constante, irritabilidade, agressividade ou apatia total.

Baixa imunidade – O estresse compromete o sistema imunológico e doenças oportunistas como gripes, resfriados, viroses e outras infecções são recorrentes.

Problemas digestivos – É comum apresentar queixas de gastrite, azia, refluxo, prisão de ventre ou diarréia.

Agora que você já conhece alguns dos sintomas do esgotamento físico, lembre-se de priorizar a sua saúde e seu bem-estar. Seja menos exigente com você e com a vida. Permita-se mais!