As mulheres passam por diversas alterações hormonais e fisiológicas ao decorrer da vida e, por isso, devem dar uma atenção especial a alguns nutrientes específicos a cada fase. Confira a seguir:

Fase da pré-adolescência e adolescência: Essa é uma fase que vai dos 10 até os 19 anos e que é marcada por um grande crescimento e desenvolvimento físico e cognitivo. Por isso, é importante uma alimentação variada, com carboidratos para garantir energia, gorduras para a formação de hormônios e proteínas, na quantidade adequada, para formação das estruturas, como: músculos, pele, cabelo, unhas e células de defesa. Nessa fase, ocorre a primeira menstruação (menarca) e com ela várias mudanças corporais acontecem, por isso alguns nutrientes merecem atenção, como o zinco, presente principalmente nos cereais, que auxilia no crescimento e na maturação sexual, o ferro, devido à perda de sangue durante a menstruação, que pode ser encontrado em carnes e leguminosas, como o feijão e a lentilha e a vitamina D e cálcio, que garante a saúde dos ossos e podem ser obtidos através da exposição solar e com o consumo de lácteos e vegetais verde-escuros.  

Fase da mulher adulta: Com o início da vida adulta, a mulher deve manter os cuidados com a alimentação e começar a pensar a longo prazo, visando a prevenção de doenças e um envelhecimento saudável. A partir dos 30 anos, as mulheres iniciam um processo de perda de massa óssea, e devem dar maior atenção ao consumo de cálcio, para prevenir a osteopenia (diminuição de massa óssea), que pode levar até à osteoporose, e ao consumo de proteínas, para prevenir a sarcopenia (perda de massa muscular). 

Fase da gravidez:  Durante a idade fértil da mulher, se desejar engravidar, deve se atentar à alguns nutrientes para garantir o desenvolvimento adequado do bebê. Entre os nutrientes, se destacam o ácido fólico, que pode ser encontrado em leguminosas e folhas verde-escuras, e o ferro.

Fase da mulher na terceira idade: Se inicia a partir dos 60 anos, e com ela ocorrem algumas alterações, como o aumento da perda de massa muscular e por isso, o consumo de proteínas é fundamental. Nessa fase, também pode ocorrer a dificuldade de absorção de alguns nutrientes, como a vitamina B12, e aumentar o risco de deficiência dessa vitamina. Tanto a proteína quanto a vitamina B12 podem ser encontradas em alimentos como carnes, ovos, leites e derivados. Alguns outros nutrientes são importantes nessa fase, como o ômega 3, que além de anti-inflamatório, pode ser positivo para a saúde cerebral, e é encontrado principalmente nos peixes, sementes de linhaça e chia e os antioxidantes, presentes principalmente nas frutas.

A linha Wickbold + pode auxiliar com a ingestão de alguns desses nutrientes. Essa linha foi desenvolvida com ingredientes funcionais, que atendem todas as fases da vida da mulher! E estão disponíveis em três tipos: Pão Wickbold + cálcio com vitamina D: Possui 34% da recomendação diária de cálcio e 46% de vitamina D em duas fatias sendo uma ótima opção para a ingestão desses nutrientes.  Pão Wickbold + fibras com cranberry: É uma ótima fonte de fibras, com 25% da recomendação diária em 2 fatias e o Pão Wickbold + Proteína Whey Protein: Possui 11 gramas de proteínas a cada duas fatias, sendo ideal para levar proteínas e sabor para vários momentos de consumo. 

Agora você já sabe como manter a saúde em todas as fases da vida!

Referências:

  1. American College of Obstetricians and Gynecologists. ACOG Practice Bulletin No. 141: management of menopausal symptoms. Obstetrics and Gynecology. 2014;123(1):202–216.
  2. Hofmeister S, Bodden S. Premenstrual Syndrome and Premenstrual Dysphoric Disorder. Am Fam Physician. 2016 Aug 1;94(3):236-40.
  3. HOWES, Laurence G.; HOWES, Jan B.; KNIGHT, David C. Isoflavone therapy for menopausal flushes: a systematic review and meta-analysis. Maturitas, v. 55, n. 3, p. 203-211, 2006.
  1. MÉNDEZ‐SÁNCHEZ, Lucía et al. Calcium and vitamin D for increasing bone mineral density in premenopausal women. The Cochrane database of systematic reviews, v. 2017, n. 5, 2017.
  1. SEKHAR, Deepa L. et al. Association between menarche and iron deficiency in non-anemic young women. PloS one, v. 12, n. 5, 2017.
  2. UNICAMP, Nepa. Tabela brasileira de composição de alimentos–TACO. 2011.