Você já parou para imaginar quanto tempo uma simples hortaliça “viaja” do local do cultivo até o supermercado, feira ou hortifrúti para, só então, chegar na sua mesa? Agora pense na poluição, trânsito e custos que esse trajeto gerou. Seria bom se esse alimento fosse produzido pertinho de você, no meio da cidade, certo? Para tornar isso possível e, mais ainda, revolucionar a produção de alimentos, a Urban Farmers nasceu em 2013 na cidade da Basileia, Suiça.

A Urban Farmers é uma empresa que permite a produção de alimentos frescos dentro de grandes centros urbanos. Na prática, a empresa procura espaços (telhados, na maioria das vezes) de pelo menos mil metros quadrados – o que ela chama de “fazendas” – e, ali, cultiva peixes, legumes, frutas e verduras sem agrotóxicos no sistema aquapônico (na água).

Já existem fazendas verdes desenvolvidas pela Urban Farmers na Basileia (Suiça) e Haia (Holanda). Em Berlim, Londres e diversas cidades da Suiça, a empresa criou os chamados Urban Farmers Box, uma espécie de caixa que, na verdade, é um contêiner cujo espaço é utilizado para eventos de educação sobre alimentação urbana sustentável. Os UFBox são instalados em estacionamentos, escolas ou jardins e têm capacidade de produção de até 120 quilos de vegetais e 60 quilos de peixes por ano.

No Brasil, a empresa já tem planos: construir uma fazenda em São Paulo do tamanho de 2 mil metros quadrados ainda em 2016. De acordo com Talita Campoi, embaixadora da empresa no Brasil, a ideia central da Urban Farmers para a capital paulistana é vender diretamente ao consumidor, mas também para supermercados e restaurantes. “Faremos momentos estilo feira livre para que as pessoas possam visitar a fazenda e comprar seus alimentos”.

Mas quais são de fato os benefícios dessa agricultura para as cidades e a população? “As pessoas passam a ter contato com um novo modelo de agricultura em que conseguem ter acesso a um alimento saudável (sem agrotóxicos). Os telhados, que são espaços na maioria das vezes ociosos, transformam-se num espaço rentável e, ao mesmo tempo, a cidade deixa de ser impactada com a logística da entrega de alimentos, uma vez que a produção é local. O resultado é menos trânsito e menos poluição”, afirma Talita.

Para quem quer saber mais sobre as vantagens da alimentação orgânica, a matéria Alimentos orgânicos perto de casa explica e, mais ainda, apresenta um mapa para encontrar a feira mais próxima da sua casa.