Você já ouviu falar em guarda-roupa funcional? Entrevistamos a consultora de imagem Maira Bockmann para entender melhor do assunto. Antes de entrar nas dicas, vale a pena entender como funciona uma consultoria de imagem.

O objetivo principal da consultoria é criar a imagem que você quer projetar de acordo com a sua essência. Com base nos interesses, personalidade e estilo de vida, a profissional e a cliente criam uma identidade pessoal.

Dentro dessa análise inicial, estão itens como estudo de cores que mais têm harmonia com o tom da sua pele, cabelos e olhos, e as que não são recomendadas para você, avaliação da estrutura física, formato do rosto, altura, corte do cabelo e tipo de silhueta. Com os resultados em mãos, são definidas as melhores linhas, formatos, design e acessórios para valorizar a sua forma física. Se vestir com peças que destacam os pontos fortes proporciona uma aparência mais jovem, saudável e atraente e se sentir dessa forma aumenta a autoestima, a segurança e a confiança pessoal.

Concluído o primeiro passo, a consultora faz uma análise no guarda-roupa da cliente, buscando trazer funcionalidade, pra ver o que é bacana, o que precisa de ajuste e o que precisa sair. O guarda-roupa funcional é composto por peças básicas e clássicas (atemporais), que combinam entre si. Ele é versátil e inteligente e influencia muito no dia a dia porque consegue otimizar o tempo na hora de escolher um look.

O infográfico abaixo ajuda na análise do guarda-roupa:

DIAGRAMA                 Fonte: www.buladaarquitetura.com.br

Além de roupas versáteis, é importante saber escolher os acessórios mais adequados para o guarda-roupa. Eles são a chave da moda porque enriquecem o conjunto, são indicadores de estilo e multiplicadores de guarda-roupa. Os acessórios atualizam o look sem que você tenha que gastar muito e é uma excelente estratégia para diversificar o visual, reforçando a personalidade e o estilo.

Mas tudo sem exageros. O ideal é usar entre 5 e 7 acessórios – entre itens como pulseira, meia colorida, sapato, óculos (de grau ou escuro), batom (se for colorido), tiara, colares, anéis, lenço, bolsa, brinco, cinto etc – por vez. É importante prestar atenção na composição do material, qualidade das peças, códigos sociais – se a ocasião é formal ou informal – e o número adequado de itens por look.

Que tal aplicar a ideia de organizar o guarda-roupa na hora de arrumar a mala para uma viagem de final de semana? Veja dicas aqui.