Quem nunca cedeu aos encantos da granola? Seja acompanhada de leite, mel, iogurte ou misturada com frutas, esse mix de cereais é o queridinho no cardápio de muita gente. Se você nunca experimentou, não perca a chance! Sabendo combiná-la, ela pode ser uma grande aliada na busca do equilíbrio na alimentação.

O que chamamos de granola é, na verdade, um mistura de cereais, oleaginosas (como a castanha) e frutas secas. Ela surgiu nos Estados Unidos no século XIX, mas ficou famosa na década de 1960. O movimento hippie, em alta na época, valorizava uma alimentação saudável e natural.

Quem consome esse mix ganha um dia mais bem humorado, uma pele bonita e outras melhorias na saúde. Como? Ela conta com grande quantidade de fibras, por exemplo, que contribuem para uma flora intestinal mais equilibrada. Esse efeito ainda garante a prevenção do câncer e de doenças relacionadas ao intestino.

Cuidados no consumo

Apesar de saudável, a granola é muitas vezes uma opção calórica. Por isso, seu consumo deve ser feito com moderação! O mais importante é prestar atenção às misturas utilizadas. A maioria das receitas apresenta açúcar e mel, que deixam os ingredientes mais consistentes.

Existem também opções saudáveis para incluir o mix no seu dia a dia sem ameaçar o ponteiro da balança, como frutas (morango, mamão, melão) ou fontes de proteínas magras (iogurte light, leite desnatado ou shakes proteicos).

A quantidade recomendada por dia é cerca de 2 a 4 colheres de sopa, pensando em uma dieta de 2.500 calorias. Quem está acima do peso ou em dieta deve optar por opções light, com menos açúcar e gorduras na composição.