Pode esquecer a televisão ligada, os petiscos entre refeições ou até mesmo as recompensas para a criança que comer tudo o que estiver no prato. A educação alimentar na França é um assunto levado a sério! Esse é o tema do livro Crianças francesas comem de tudo, da escritora e professora da Universidade da Colúmbia Britânica, Karen Le Billon. Em 320 páginas, ela explica que quem manda nos pratos dos pequenos franceses são os pais, mostrando que a disciplina familiar é a chave para criar hábitos saudáveis ainda na infância.

Ao se mudar para a França com a família, Karen percebeu que a fórmula de lá era simples: a decisão de quando e o que comer não cabe aos pequenos, e sim aos pais. Essa atitude, segundo testes que a autora fez com os próprios filhos, faz com que as crianças sejam estimuladas a escolher opções nutritivas, experimentar novos alimentos e abrir o apetite para frutas, legumes, queijos e verduras.

A autora explica que a disciplina dos pais é diretamente espelhada nas crianças. Elas fazem três grandes refeições ao dia, com o adicional de um lanche durante a tarde. Isso faz com que dê tempo para os pequenos sentirem fome – o que é encarado de forma positiva na França. Assim, eles aprendem a diferenciar a fome da vontade de comer.

O livro ainda conta com 18 receitas, entre sopas, purês, pratos principais, saladas e sobremesas. Com isso, a escritora pretende mostrar que, para seguir o modelo dos franceses, não é preciso elaborar pratos difíceis e complicados.

Crianças francesas comem de tudo pretende ser um estimulo para que os pais reflitam sobre o tipo de alimento que seus filhos consomem. Ficou interessado? Aqui no Brasil, o livro foi traduzido pela Editora Alaúde, e está à venda aqui por R$ 40,40.

Por Lucas Tavares