Boa parte das mulheres que trabalham fora vive o conflito de tentar equilibrar a agenda entre os compromissos profissionais e os pessoais. Para resolver essa questão, muitas mães estão optando por empreender para ficar mais tempo com seus filhos. O livro Minha mãe é um negócio reúne 35 histórias de pessoas que fizeram essa opção.  

Uma pesquisa das criadoras da série Mães S.A., que teve o apoio da Rede Mulher Empreendedora, mostrou que a ideia de conciliar empreendedorismo e maternidade tem muitos benefícios. Das 200 mulheres entrevistadas, 75% estão mais realizadas profissionalmente, mesmo as que ganham menos do que ganhavam em empregos anteriores.

Entre elas, quase 58% trabalham no modelo home office e 74% acreditam que ficam mais tempo com os filhos no modelo de negócio próprio. Por mais trabalhoso que seja ser dona do seu próprio negócio, essas mães entendem que estão dando mais atenção aos pequenos.

Isso quer dizer que a tradicional culpa que as mães sentem é menor nesses casos. E os números confirmam: 45% das entrevistadas sentem menos culpa e 24% deixaram de senti-la.

Esses impactos tão importantes nos sentimentos dessas mulheres estão relacionados com o que elas enxergam como sucesso. Ele nem sempre tem a ver com conquistas financeiras ou cargos hierárquicos. Muitas vezes, ser bem-sucedida é encontrar o equilíbrio entre os diversos papéis importantes em suas vidas.

Se você está dividida entre a carreira e a maternidade, que tal fazer um coaching para mães ?