Quando discutimos aqui os perigos do jejum, você viu que o segredo para um cardápio equilibrado é comer pouco e em diferentes períodos durante o dia. Mas o que devemos escolher para o lanchinho no meio da tarde? E quando lá pelas 10h você já esqueceu o café da manhã e está com fome? Esses momentos são cruciais para quem quer balancear a dieta. Com as opções corretas dentro da bolsa, você evita os alimentos calóricos e não fica sem comer. Ponto para a sua saúde!

A nutricionista Paula Azambuja Ribeiro, da Personal Health, lembra que esses pequenos lanches ainda ajudam a evitar a fome exagerada na hora da refeição principal. Mesmo assim, eles devem seguir regras para evitar o descontrole! São três os momentos do dia em que você precisa fazer uma pausa para se alimentar: 3h depois do café da manhã, 3h após o almoço e 2h depois do jantar.

Ela sugere opções ricas em nutrientes, como as frutas fáceis de carregar na bolsa e que não estraguem durante o dia. Maçã, pera e goiaba são algumas delas. As castanhas, sementes em barra e os pacotinhos com frutas secas e desidratadas também são boas pedidas. “Sanduíches com vegetais crus, como cenoura, rabanete, tomatinhos cereja e pepino também podem fazer parte desse lanche”, completa.

É preciso tomar cuidado para não exagerar no tamanho das porções. O ideal é comer pouco em uma grande variedade. As castanhas, por exemplo, são saudáveis se consumidas em três ou quatro unidades. Também opte por itens em tamanho perfeito para um lanche na medida certa – assim você evita a tentação de continuar até o pacote acabar.

Ao programar suas pausas durante o dia, você evita sabotar o seu cardápio com opções calóricas e chegar às refeições principais sem muita fome. O segredo é equilibrar!

Por Marina Oliveira