A proteína foi o primeiro nutriente considerado essencial para o organismo.  Ela tem papel importante na produção de anticorpos e hormônios, recuperação e manutenção das células e dos tecidos, e no crescimento das fibras musculares. Os principais alimentos fontes de proteínas são divididos em dois grupos:

De origem animal (carne vermelha, frango, peixe, ovo, leite e derivados): são completas, isto é, contêm todos os componentes (aminoácidos) essenciais em quantidade e qualidade para que o corpo possa utilizar para formar suas estruturas, como a pele, unha, cabelo, músculos, células de defesa etc.

De origem vegetal (feijão, lentilha, ervilha e soja): não contêm todos os aminoácidos essenciais e, assim, se elas forem consumidas isoladamente, o corpo não consegue formar as estruturas citadas no parágrafo acima. É interessante ressaltar que, em alguns casos, a combinação de duas fontes de proteína vegetal resulta em uma proteína completa, como é o caso do arroz e feijão.

Algumas oleaginosas, alimentos de origem vegetal, são fontes de proteína e podem complementar a necessidade diária desse nutriente. É importante lembrar que castanhas e nozes devem ser consumidas com moderação, já que são ricas em gorduras que, mesmo saudáveis, em excesso são prejudiciais.

OleaginosaQuantidade de proteína / 100 g
Pistache20,9 g
Amêndoa21 g
Castanha de caju15,3 g

Falando em proteína, que tal experimentar um sanduíche superproteico que é perfeito para comer depois do treino? Confira a receita.

Fonte: rg nutri; UOL notícias – Ciência e Saúde.