O comportamento dos pais à mesa faz toda a diferença na hora de convencer as crianças a experimentar novos ingredientes. É muito importante que o pai e a mãe sejam o exemplo a ser seguido por eles. Esse é o detalhe que vai garantir o sucesso nas suas tentativas de incrementar o paladar dos pequenos.

Ser um bom modelo é uma das melhores maneiras de ensinar as crianças sobre o que é certo em termos de alimentação. Se os pais comem fora de hora ou repetem o prato, os pequenos vão seguir naturalmente esse padrão. Estabelecer horários fixos para as refeições – e segui-los ao lado do seu filho – também é um item importante.

Criar hábitos alimentares corretos é responsabilidade dos adultos. Os pequenos tendem a imitar os pais, e por isso precisam ser orientados e estimulados com o cardápio ideal o quanto antes. Ou seja: se você quer que seu filho escolha uma fruta e não o chocolate como sobremesa – ou o suco em vez do refrigerante – você precisa fazer o mesmo perto dele. Ele não vai comer frutas e legumes se os pais vivem comendo hambúrguer com batata frita, por exemplo.

Sem o bom exemplo no prato dos pais, a criança não se convence sozinha da importância de uma alimentação nutritiva e equilibrada. Vale também lembrar que a hora das refeições jamais deve ser um momento de tortura para as crianças. É bacana apresentar novos alimentos e experimentar junto dos pequenos, mas nada de forçar a barra. Tudo bem se ele não comer brócolis ou cenoura todos os dias, pois o importante é que ele desenvolva hábitos saudáveis com o tempo e exemplo dos pais.

E você, já pensou nos seus hábitos alimentares ao lado das crianças? Divida suas experiências com a gente nos comentários!