Chegou o mês de junho e, com ele, uma das festas mais esperadas do ano: a festa junina! O problema é que em tempos de pandemia, devido ao isolamento social, elas não acontecerão. Mas isso não significa que as deliciosas comidas típicas não possam ser consumidas e preparadas em casa! Mas para não descuidar da saúde, confira a seguir as opções mais nutritivas para sua festa junina:

Milho: É um dos símbolos da festa junina e é um alimento que não pode faltar! O milho é um grão integral, considerado uma ótima fonte de carboidratos, proteínas, possui vitaminas, minerais, fibras e diversos compostos antioxidantes, como as antocianinas! A melhor forma de consumi-lo é assado ou cozido, sem exagerar na quantidade de sal e evitando utilizar manteiga ou margarina. O milho também é utilizado em outras preparações da festa junina, o cuscuz, por exemplo, é feito com farinha de milho, legumes, atum e ovos e pode ser um prato repleto de nutrientes! Outra opção para se preparar com o milho é a pipoca. A Pipoca possui todos os benefícios do milho, e o mais interessante é que o processo de “estourar” o milho para fazer pipoca faz com que ele apresente uma maior capacidade antioxidante do que o grão cru. Assim como o milho, a grande questão é sua forma de preparar e consumir! A versão caseira é a melhor opção, preparando com apenas um pouco de óleo, ou azeite, também é possível adicionar temperos naturais, como ervas secas, canela ou cacau. 

Amendoim: Um clássico das festas juninas, o amendoim é uma leguminosa, possui gorduras boas, vitamina E, vitaminas do complexo B, magnésio, fósforo, cobre, zinco e antioxidantes! A melhor opção é fazer a versão caseira, torrada, utilizando pouco sal, ou no caso da versão doce, pouco açúcar! O amendoim também é utilizado em várias outras preparações das festas juninas, como paçoca, pé de moleque e doce de amendoim, que devem ser consumidos com moderação!

Batata doce: É uma ótima fonte de carboidratos, a principal fonte de energia para o corpo! A batata doce é deliciosa e versátil, pode ser preparada assada, cozida, grelhada e até mesmo na forma de chips. 

Pinhão: É uma semente comestível e muito nutritiva! O pinhão possui gorduras boas, fibras, minerais como ferro, magnésio e fósforo e vitaminas como vitamina C. Também possui ácido pinolênico, uma substância capaz de contribuir com a redução do apetite. Geralmente em sua preparação o pinhão é cozido com sal e água, e algumas vezes assado, sendo naturalmente uma ótima opção. 

É importante lembrar que independente do alimento, o segredo é sempre o equilíbrio! Consumir os alimentos que você gosta, preferindo as versões mais nutritivas, sem exagerar na quantidade! 

 

Referências:

  1. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.
  2. Coco MG Jr, Vinson JA. Analysis of Popcorn (Zea mays L. var. everta) for Antioxidant Capacity and Total Phenolic Content. Antioxidants (Basel). 2019 Jan 14;8(1).
  3. OPAS – Organização Pan-Americana de saúde. O pinhão e seus benefícios a saúde. 2017. Disponível em:< https://www.opas.org.br/o-pinhao-e-seus-beneficios-a-saude/>. Acesso em: 24, mai 2020.
  4. Philippi ST. Tabela de composição de alimentos: suporte para decisão nutricional. 2a. ed. São Paulo: Coronário; 2002 .
  5. Ross AB, van der Kamp JW, King R, Lê KA, Mejborn H, Seal CJ, Thielecke F; Healthgrain Forum. Perspective: A Definition for Whole-Grain Food Products-Recommendations from the Healthgrain Forum. Adv. Nutri. 2017.
  6. XIE, Kayin; MILES, Elizabeth A.; CALDER, Philip C. A review of the potential health benefits of pine nut oil and its characteristic fatty acid pinolenic acid. Journal of Functional Foods, v. 23, p. 464-473, 2016.