Emagrecer com saúde é um desafio e tanto. Para chegar lá, é preciso muito comprometimento e cuidado na escolha dos alimentos. E, mais ainda, atenção com as dietas restritivas. Afinal de contas, são muitas as soluções instantâneas pela internet ou capas de revistas. É importante lembrar que cada um de nós possui um metabolismo próprio e um estilo de vida – o que torna esse cardápio milagroso um perigo.

O maior problema das dietas restritivas (como aquelas que impedem o consumo de um tipo de nutriente, como o carboidrato, por exemplo) é não considerar as individualidades de cada pessoa. Uma das principais funções dos alimentos é fornecer energia para o cérebro funcionar e enviar sinais necessários para o corpo trabalhar. Dessa forma, conseguimos manter a atenção, a coordenação e a força para realizar as atividades diárias. Ao excluir um grupo alimentar do cardápio, corremos o risco de sofrermos com o cansaço, fadiga e outras complicações mais sérias.

Outro grande revés das dietas milagrosas é a deficiência de nutrientes essenciais ao bom funcionamento do corpo e do sistema de defesa. Quanto maior a variedade de ingredientes, maior será a participação de nutrientes que desempenham papéis específicos à saúde.

Por isso, anote a dica: Para emagrecer com saúde, é essencial o consumo de todos os grupos de alimentos em quantidades adequadas, além do acompanhamento de um profissional qualificado ao iniciar qualquer mudança.

Transforme sua relação com os alimentos, para que os hábitos saudáveis cheguem naturalmente. Assim é possível manter a qualidade de vida e o prazer em comer!