Se você anda de metrô em São Paulo e adora ler um bom livro durante o trajeto, fique de olho nesta dica: o Projeto Leitura, que acontece nas estações República e Paulista da Linha 4 Amarela do metrô de São Paulo, está disponibilizando gratuitamente 150 títulos da literatura nacional e estrangeira para quem circula por ali. O objetivo da campanha é incentivar o hábito da leitura. As obras podem ser levadas gratuitamente e depois devolvidas para que sejam compartilhadas com outros usuários do metrô.

A ação acontece até 1o de julho em parceria com a Livraria Leitura, que fica responsável por manter o acervo abastecido durante o período do projeto. Para pegar o livro emprestado, não é preciso nenhum tipo de cadastro, o que facilita ainda mais o empréstimo.

Outro projeto parecido e bem bacana que acontece desde 2014 na região do ABC, em SP, é o Livre-se. A proposta é a distribuição de livros de literatura para empréstimo gratuito e sem cadastro. Lumi Yada, uma das sócias-fundadoras do projeto, conta que para a ideia ir às ruas, primeiro são arrecadados livros em bom estado via doações. “Separamos apenas os livros de literatura, etiquetamos com informações sobre o funcionamento do projeto, colocamos cerca de 30 livros em um caixote de madeira e levamos para os pontos de empréstimos – estabelecimentos parceiros como lojas, mercados, restaurantes, unidades básicas de saúde”.

O Livre-se funciona em três etapas:

1º: Retire o livro em um ponto de empréstimo sem necessidade de cadastro nem de aviso;

2º: Compartilhe a experiência de leitura no site do Livre-se;

3º: Devolva o livro em qualquer ponto participante e pegue outro livro.

O Livre-se é um projeto sem fins lucrativos da Casa da Joanna, espaço educativo em Santo André, que segue o movimento de libertação de livros e tem como objetivo estimular o hábito de leitura na comunidade local. “Para possibilitar a ampliação e expansão do projeto, promovemos recentemente uma campanha de crowdfunding (financiamento coletivo) que terminou muito bem-sucedida, ultrapassando a meta dos 6.000 reais estabelecida. Com o apoio conseguido, vamos passar de 9 pontos de empréstimos do Livre-se para mais de 100 pontos espalhados pelo ABC Paulista.”

Próximo passo do projeto? “Estamos em força-tarefa para a preparação e distribuição dos caixotes de livros nos novos pontos”, conta Lumi.

Aproveite e enriqueça sua jornada com um bom livro!