Com o trânsito caótico das grandes cidades, procurar um transporte alternativo se tornou necessidade para muitos. Se você se encaixa nessa categoria, por que não dar uma chance à bicicleta como seu novo veículo de locomoção no dia a dia?

(Foto: Eco Bike Courier)

Apesar de ser comum aos fins de semana, a bike ainda não é preferência quando o assunto são os deslocamentos do dia a dia, como ir ao trabalho, à faculdade ou até mesmo realizar uma entrega. Mas essa é uma realidade que está mudando nas grandes capitais. Um exemplo disso é a Eco Bike Courier, um serviço disponibilizado em São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS) que substitui o motoboy por ciclistas.

No fim do dia, além de deixar as encomendas nos locais indicados sem problemas com o trânsito, os ciclistas da empresa ainda economizam combustível e ajudam a cuidar do planeta diminuindo a emissão de gás carbônico (CO₂), na comparação caso a entrega fosse realizada de carro.

Gostou da ideia e decidiu começar a pedalar mais vezes durante a semana? Essa atividade é, além de amiga da natureza, uma boa maneira de manter a forma, como nós contamos aqui. Mas lembre-se: Antes de tudo, é preciso se atentar a alguns cuidados. Separamos quatro alertas da Escola de Bicicleta, instituição que ajuda novos ciclistas a aprenderem a se locomover com segurança pela cidade. Confira:

1. Obedeça as leis do trânsito. Os ciclistas devem se comportar da mesma forma que os carros durante o trajeto. Nunca pedale na contramão.

2. Inclua acessórios importantes na bicicleta. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, são equipamentos obrigatórios a campainha, a sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais, além do espelho retrovisor do lado esquerdo. Para se proteger, não se esqueça do capacete e luvas.

3. Antes de escolher sua bike, converse com ciclistas experientes. Também visite as bicicletarias. Eles podem te ajudar a escolher equipamentos e modelos com mais segurança e experiência.

4. Se alimente bem antes de sair de casa, aplique protetor solar e mantenha a hidratação – não deixe para beber água apenas se sentir sede. Nunca force o ritmo nos primeiros quilômetros e respeite sempre os limites do seu corpo.

Por Marina Oliveira