O intestino é composto por diversos micro-organismos vivos que compõem a microbiota intestinal. É estimado que cerca que 10 trilhões desses micro-organismos vivam no nosso intestino, outras estimativas recentes apontam que essa quantidade pode chegar a 39 trilhões, uma quantidade maior do que as células do corpo humano. Mas você sabia que ele também possui uma relação com o cérebro?

No intestino também se encontram mais de 100 milhões de neurônios, fazendo com que muitos especialistas o chamem de “segundo cérebro” do corpo. Tudo isso faz com que esse órgão tenha sido alvo de muitos estudos atuais. Alguns desses estudos mostram que existe uma rápida conexão entre o cérebro e o intestino. Fazendo com que esse, seja o maior órgão sensorial do corpo humano.

Tudo isso faz com que a importância da saúde intestinal ganhe cada vez mais relevância. E a microbiota, tem papel decisivo para essa manutenção. Ela auxilia na digestão de alimentos e na proteção contra infecções. Eles obtêm os nutrientes necessários para sobreviver e auxiliam na regulação do nosso organismo.

E para que essa microbiota esteja saudável, uma alimentação adequada é fundamental! Uma alimentação rica em gordura, por exemplo, está associada ao desenvolvimento de bactérias patógenas, podendo causar gases e distensão abdominal.

Para ter uma microbiota saudável é importante investir nos probióticos, que são produtos ricos nesses micro-organismos vivos. Mas não adianta possui-los e não os alimentar corretamente! E para isso existem os prebióticos! Esses, são carboidratos encontrados em certos alimentos que nós não conseguimos digerir.

Assim, uma dieta prebiótica contribui para a manutenção dos probióticos, permitindo que eles colonizem nosso intestino e desempenhem bem suas funções. Estão em diversos alimentos, como por exemplo, os cereais integrais como a cevada, aveia e trigo.

Então, cuide bem da sua alimentação, conheça nossa linha 100% integral e adicione mais cereais integrais a sua alimentação! Seu cérebro e intestino agradecem!