A criançada adora os snacks – nome em inglês para os pequenos lanches entre as refeições. Mesmo assim, esses petiscos rápidos não precisam ser sinônimos de alimentos calóricos, doces ou salgadinhos. Para ajudar os pais a escolher opções saudáveis, a Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, lançou o Snack Sense, um guia prático que ensina a montar um cardápio equilibrado. Vamos às dicas!

Entre os ingredientes indispensáveis para os pequenos, estão as porções de frutas, vegetais, proteínas e grãos. O aconselhável, segundo o guia, é que as doses diárias contenham um pouco de cada tipo de alimento, em uma espécie de padrão: 1 fruta média, ½ porção de vegetais cozidos, uma porção de grãos e algum produto que contenha proteína (como queijos, iogurtes ou nozes). E nunca é demais lembrar: ofereça sempre bastante água! Nada de sucos adoçados, refrigerantes e bebidas gaseificadas.

A gente sabe que, no dia a dia, é difícil separar essas opções de forma prática e rápida. Por isso, vamos listar algumas alternativas de cardápio, para que a hora do snack das crianças seja saudável e divertida:

Frutas: 1 banana média, 1 maçã média, ½ porção de morangos picados, ½ porção de abacaxi ou pêssego em calda, ¼ de porção de uvas passas ou ¼ de um abacate médio.

Vegetais: 1 porção de espinafre ou alface, ½ porção de cenouras baby, ½ porção de pepinos fatiados ou ½ porção de tomates cereja.

Grãos: 1 fatia de pão integral, ½ porção de cuscuz, ½ muffin integral ou 6 bolachas.

Proteínas: 1 ovo cozido, 1 copo de iogurte, 1 fatia de queijo, ¼ porção de queijo ralado, ½ porção de feijão preto ou ½ lata de atum.

Confira todas as dicas aqui no documento original.

Agora, é só escolher um ingrediente de cada categoria e montar o snack diário de seu filho. Ou até o seu!