O Treinamento Funcional é um método que integra todas as capacidades físicas – força, resistência, flexibilidade, velocidade, coordenação, equilíbrio e agilidade -, fortalece o CORE (região abdominal e lombar) e promove uma reeducação postural. Seu objetivo principal é melhorar o desempenho para a realização das tarefas do dia a dia. A prática dessa atividade melhora a aptidão física de uma forma geral e, consequentemente, favorece o aprimoramento das funções vitais.

A dinâmica consiste em realizar uma série de exercícios diversificados (máximo de experiências motoras) com uma sequência lógica, progressiva e adaptada para as necessidades específicas de cada praticante. Por exemplo, uma pessoa que quer perder peso terá ênfase nos exercícios predominantemente aeróbios, que proporcionam maior gasto calórico sem, contudo, deixar de lado todas as outras capacidades. Para o caso do foco ser o ganho de massa muscular (hipertrofia) o treino também abrange todas as capacidades físicas, mas há um planejamento específico na utilização de carga, repetições e pausas que prioriza o treinamento da força.

Treinar todas as capacidades físicas faz com que haja interação entre elas, proporcionando um desenvolvimento holístico do indivíduo. O treinamento de força utiliza predominantemente o metabolismo anaeróbio em suas execuções, enquanto exercícios com duração superior a 1 minuto e 15 segundos utilizam predominantemente o metabolismo aeróbio. Ou seja, só é possível um desenvolvimento total com a prática do conjunto de capacidades físicas, proporcionando também a utilização tanto do metabolismo aeróbio como do anaeróbio.

O Treinamento Funcional é recomendado para pessoas de qualquer idade, sempre respeitando as restrições e limitações individuais. Antes da aula, é importante estar bem alimentado e hidratado. Trouxemos duas sugestões de lanche para o pré e o pós-treino:

Sugestão de sanduíche pré-treino: pão integral + geleia de frutas + água de coco

Sugestão de sanduíche pós-treino: pão integral + ricota + peito de peru + cenoura ralada + alface + chá

A quantidade de cada alimento é definida de acordo com os objetivos individuais, momento de consumo e tempo de antecedência ao exercício.

Os grãos integrais, bem como os cereais, e os produtos derivados (como os pães – Grão Sabor Integral, por exemplo -, as torradas, as massas e as farinhas), são as principais fontes de carboidratos – nutrientes relacionados ao fornecimento de energia ao corpo, incluindo a energia necessária para que os músculos trabalhem de maneira adequada durante a atividade física. Por isso, o consumo desses alimentos é essencial antes e depois do treino.  

Fonte: André Almeida, educador físico. CREF: 056809-G/SP; Kabura El Kurdi, educadora física. CREF: 076029-G/SP; Patrícia Botto, fisioterapeuta. CREFITO: 32602-F; rg nutri.