A Páscoa se aproxima e você já pensa em como preparar o bom e velho bacalhau. Mas que tal dessa vez variar o cardápio do seu tradicional almoço do feriado? Para te ajudar nessa missão, convidamos o chef Alain Uzan. Ele nos deu algumas dicas de como fugir do usual, mas sem perder a tradição que dá o ar da graça durante essa data. Já anote a primeira sugestão dele: se você não é fã desse tipo de peixe, pode optar por outros – ou escolher um fruto do mar, por exemplo.

“As pessoas não comem carne na Páscoa, mas também não querem só o bacalhau. Há clientes aqui no restaurante que escolhem camarões ou lagostas”, lembra o chef, com seu sotaque inconfundivelmente francês. Uma alternativa diferente são os pratos vegetarianos: ele indica um delicioso ravióli de queijo brie, ou um risoto com aspargos e gorgonzola.

Se preferir, também é possível escolher variedades que se parecem com as que estamos acostumados aqui no Brasil. Uzan explica que aqueles peixes que vivem em água gelada, em altas profundidades e que possuem a carne em lascas podem ser bons substitutos, já que possuem características idênticas ao bacalhau. É o caso do Ling, que é facilmente encontrado por aqui.

Se não há como fugir da bacalhoada, você pode mudar e receita e deixá-la mais saudável: “Cozinho o bacalhau no leite, esquento no vapor – que penetra nas lascas da carne sem ressecar – e passo na chapa para ficar crocante. O peixe fica menos calórico sem o uso exagerado do azeite”, explica o chef, lembrando que, como acompanhamento, os queijos também caem muito bem.

Então, já sabe: nesta Páscoa, não fique na dúvida na hora de escolher o cardápio. Pode ser massa, camarão, lagosta ou mesmo do famoso bacalhau.

Escolha o seu preferido e bom feriado!